25 de março de 2006

A visão correta do Reino...

Quando eu era menino, gostava de andar de olhos fechados na rua com a minha mãe segurando a minha mão. Perdi esse gosto de criança quando, um dia, bati de frente com um poste e , sem saber que eu estava de olhos fechados, minha mãe só se apercebeu da situação quando me viu chorando. Uma questão de visão (ou falta de querer usá-la corretamente).Não queremos ver, às vezes, o que se passa à nossa volta e fechamos os olhos para as coisas mais simples da vida ou simplesmente não fechamos os olhos, mas ficamos olhando para trás, o que pode dar na mesma (pois o poste continua à nossa frente!).

Jesus fala em Lc. 9:62 que ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás é apto para o Reino de Deus. Precisamos estar de olhos bem abertos e olhando para frente a fim de enxergar o que nos sobrevêm. Você pode estar pensando agora: mais isso é básico, o convencional, o arroz com feijão! Sim, mas se fosse assim o próprio Cristo não teria repetido as palavras do profeta Isaías em Mt. 13:14: vereis com os olhos e de nenhum modo percebereis.

Cristo sempre olhava as pessoas e via mais que o estereótipo, via o coração. Não detinha sua visão na posição ou título das mesmas e nem nas circustâncias ao seu redor, mas ele ia mais fundo e enxergava o interior daquelas vidas.Muito me preocupa como as pessoas vêem o Reino de Deus hoje; estamos olhando para a frente, mas não conseguimos enxergar pessoas. Vemos cargos, posições, interesses, e até num extremo, idolatramos pessoas que são tão normais quanto quaisquer outras.

Olhamos os problemas e as dificuldades da vida e vemos uma enorme montanha, possuímos problemas sérios de visão e precisamos tratá-los.

Usualmente existem vários defeitos da visão humana, mas gostaria de me ater a dois bem conhecidos e que se tornam um fardo para alguns (principalmente para as mulheres, que não são nada vaidosas): A miopia (dificuldade em se enxergar o que está longe) e a hipermetropia (dificuldade em se enxergar o que está perto).

Ás vezes somos míopes espirituais, só enxergamos o que está muito próximo e nos exasperamos, pois não vemos soluções próximas, ou as que se apresentam não são satisfatórias.

A recíproca é verdadeira em outras ocasiões, vamos muito mais longe por uma solução que está muito próxima dos nossos olhos.Na realidade o espaço não nos permite aprofundarmos este assunto, mas o objetivo destas linhas é iniciar na sua mente uma reflexão mais séria do aqui exposto. O importante é observarmos que muitos de nossos sofrimentos podem ser amenizados através de uma percepção correta da situação em que estamos inseridos, da forma como vemos e tratamos o nosso próximo, pois no Reino de Deus os que visivelmente têm posição inferior na sociedade se tornam superiores em fé (Tg. 2:5).

Peçamos a Deus para abrir os nossos olhos, corrigir os nossos defeitos da visão espiritual e enxergar a vida como ela é: as pessoas como pessoas, as barreiras da vida como simplesmente barreiras, os postes como postes. Autor: Johnderson Nogueira de Carvalho

2 comentários:

Leandra disse...

Visão espiritual... Muito interessante esse assunto! Temos que pedir a Deus pra que ele nos dê a visão dele... pra que não possamos ter percepções de preconceito e de estereótipos, mas sim percebermos o que é mais importante nas pessoas ou seja o interior... Um abraço a todos...
Cris dê uma olhada no anúcio de noivas!!!ahahhahahh Já tá na hora!!!

cris disse...

Já dei uma bixoiada nos vestidos do anúncio q fica lá em cima , assim q abre o blog vc já dá de cara com 2 anúncios,cliquem, são interessantes. Depois q eu cliquei minha vida mudou, já até escolhi o meu vestido de noiva. hehe