16 de março de 2006

Apenas irado...

Apazigüem a sua ira antes que o sol se ponha. Efésios 4:26
Para muitos de nós, o entrave emocional da nossa vida é a ira. Batemos na mesa e olhamos para as pessoas que amamos, enquanto gritamos: "Não estou bravo!" Mas, ninguém acredita. Não gostamos de admitir raiva. Dizemos que estamos frustrados ou indispostos. É tão difícil assumir a raiva! Por que ficamos bravos? Gostamos de pensar que nossa raiva é sempre justificada até justa! Mas, francamente, pouco da nossa ira vem de intenções nobres. A raiz da nossa ira, na maioria das vezes, é o egoísmo. Queremos que a vida siga conforme nossa vontade, que as pessoas cooperem com nossos planos e nossas intenções. E, quando as coisas não acontecem, as chamas da ira queimam alto. Paulo é muito honesto a respeito de sua raiva. Ele reconhece que a ira é inevitável. Todos nós nos iramos às vezes. Mas Paulo também reconhece que a ira deve ser identificada e resolvida rapidamente. Permitir que a ira fermente por mais de um dia, faz com que o diabo ganhe força contra nós. Eu digo aos casais, aos quais aconselho, que se permitirem que a ira fermente até o dia seguinte, estarão fomentando o sofrimento. É preciso lidar com a ira, apagar as chamas antes de apagar as luzes.

Pense: É preciso lidar com a ira, apagar as chamas antes de apagar as luzes.

Ore: Senhor Jesus, nossa ira raramente é saudável. Palavras ruins e ações freqüentemente causam dores profundas. Por favor, perdoa-nos. Dá nos coragem para pedir perdão aos outros também. Amém.

2 comentários:

UPA 2º IPB de Ji-Paraná disse...

o blog ta legal e dando muitos conselhos hehehhe

Cris q ñ é a Abreu disse...

Pra quem será q o Fabrício colocou isso....