25 de abril de 2006

Muitas mulheres...

Muitas mulheres estavam ali, observando de longe. Mateus 27:55

Alguns pensam que seguir Jesus traz sucesso. As mulheres que estavam na crucificação sabiam que seguir Jesus trazia sofrimento. Sofrimento ao ver a crueldade daqueles que feriam Jesus; sofrimento ao ouvir os gritos de zombaria daqueles que odiavam Jesus; sofrimento ao contemplar o próprio Senhor ensangüentado. É fácil imaginar essas mulheres, observando à distância com o coração partido e os olhos cheios de lágrimas. Agora não havia ninguém que as protegesse. Tudo o que podiam fazer era ficar ali, presente com Ele, como Ele sempre estivera ao lado delas. O que as manteve lá, quando tantos foram embora? O que havia em Jesus que as chamava a segui-lo na vida e na morte? Simplesmente era o fato de que Ele as amava com um amor perfeito. Todas as suas palavras, todas as suas ações, cada olhar comunicava o amor acolhedor e restaurador de Deus. Jesus era amor. E elas o amavam também. Jesus é o sol que derrete o coração congelado. Jesus é o artista que vê a escultura por detrás do bloco de mármore. Ele vê a pessoa como Deus a criou para ser, e Ele a traz para a luz com a força do seu amor transformador. O amor irresistível de Jesus nos conquistou.

Pense: As mulheres continuaram ao lado de Jesus no Gólgota, mesmo quando todos os homens já tinham ido embora.

Ore: Perdoa-me, Senhor, quando deixo que meu amor se esfrie e comece a congelar. Ajuda-me a buscar o teu amor caloroso. Obrigado por me ver como a pessoa que foi criada por Deus. Amém.

Um comentário:

Leandra disse...

A verdade é que ser cristão é difícil, temos as vestes brancas e qualquer escorregão faz com que estas vestes se sujem... Mas sentir a presença de Jesus em nossas vidas é um prazer incomparável! Por isso devemos segui-lo seja em qualquer situação!
Beijos a todos, ah Fabrício coloca aí o cartaz do encontro deste final de semana!!